REFÚGIO

comunicação, tecnologia e outros devaneios

A última apresentação dos Beatles

with one comment

Download - 73 mb - 4shared - Álbum Completo

Download - 73 mb - 4shared - Álbum Completo

Há 40 anos, em 30 de janeiro de 1969, nos telhados da Apple Studios, os Beatles surgiram sem aviso prévio e fizeram aquela que seria a última apresentação do quarteto em público. E talvez a mais bem sucedida ação guerrilha de todos os tempos.

A idéia de subir até o rooftop da gravadora e realizar uma apresentação perde-se na história. Em entrevista à revista Rolling Stones em 77, Lennon afirmou que Brian Epstein – lendário empresário do Beatles morto em 1967 vítima de uma overdode de calmantes – costumava ironizar: “o dia que vocês quiserem realmente aparecer, cantem no meio do asfalto e de graça”.

Tal comentário de Epstein teria sido lembrado por Ringo Star na manhã daquele dia, quando os Beatles (mais Yoko Ono) se reuniram no estúdio para definir as canções do álbum Let It Be. O baterista sugeriu que aquela era a oportunidade de ganhar mídia espontânea e gratuita, fazendo uma aparição surpresa em pleno centro de Londes.

Outra tese, e bem mais defendida pelos céticos e chatos críticos musicais, é que tudo estava planejado há semanas pela Apple. Com a intenção de lançar o disco e provar em público que os Beatles estavam em sintonia, a gravadora já havia preparado aquele show e – inclusive – avisado dezenas de veículos de comunicação alguns minutos antes.

Armado ou arranjando de última hora, essa guerrilha acabou virando filme. Intitulado Live, o curta mostra passo a passo desde a chegada dos Beatles à gravadora, passando por entrevistas com incrédulo fãs na calçada até a polícia mandar o grupo parar de tocar tamanho era o tumulto causado.

A apresentação foi referëncias de duas outras notórias apresentações. A primeira feita pelos irlandeses do U2 em 1987, no telhado da Universal-Island Records Ltda (com a mesma intenção de divulgar seu trabalho). A canção escolhida foi Where the streets have no name.

Com uma relação bem mais próxima com os Beatles, a segunda versão pertence ao recente filme Across the Universe. A cena acontece no final, ao ritmo da canção All we need is love.

A apresentação original não dispensa comentários. É notório o constrangimento dos Beatles durante as músicas. Aliás, George Harrison já havia demonstrado desgaste comentando meses antes que deixaria o grupo. John Lennon concordou, dizendo que ele poderia ser substituído por Eric Clapton. Mas Paul Mccartney foi efusivo ao afirmar que “não existiria Beatles com outra formação”.

Além disso, havia o fator Yoko Ono. E que fator. Ela participou ativamente das gravações de Let It Be, dando pitacos sobre as músicas. A apurrinhação foi intensa. E as brigas entre o grupo era quase rotina.

Esse último show teve como grande ponto positivo a aparição de Billy Preston, o considerado quinto-beatle. Tecladista, Billy introduziu em Let It Be uma sonoridade mais original e moderna para época, atitude condizente para a banda que introduziu a cítara no Rock e fez desse instrumento uma marca registrada do psicodelismo.

Foi uma despedida do tamanho dos Beatles? Certamente não. Mas o som precário, o clima ruim e as paredes sujas talvez tenham conseguido passar a nós, fãs, o que os quatro estavam sentido há anos. Cansaço, distância e desentrosamento. John, Paul, Ringo e George se viam como quatro estranhos.

Não havia mais diversão no palco. Eram os últimos acordes do maior grupo de todos os tempos.

Os Beatles estavam acabando.

Joel Minusculi
Que acha que roubou o post do Sal, que é o beatlemaníaco do blog…

Nota do autor: texto adaptado do original “A primeira ação de guerrilha da história”.

Written by Joel Minusculi

janeiro 30, 2009 às 2:38 am

Publicado em Artigo, Música, Vídeo

Tagged with ,

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. fala joelis… já havia lido o texto original, mas repercurtir os eventos vividos pelos beatles as novas gerações é sempre bem vindo!!!!
    bacana o post… eu tô numa correria danada procurando trampo. saí do JBC, por isso ando meio sumido!

    Beatles 4 Ever!!!

    Sal

    janeiro 30, 2009 at 12:02 pm


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s