REFÚGIO

comunicação, tecnologia e outros devaneios

Uma trilogia alucinante

with 3 comments

O que você faria se ficasse isolado em uma cabana nas montanhas, com todos os seus amigos possuídos por demônios e sedentos por sua alma? Esse é o ponto de partida da trilogia Evil Dead (Uma Noite Alucinante aqui no Brasil), escrita e dirigida por Sam Raimi – para quem presta atenção nos créditos, logo vai lembrar que ele é o mesmo da trilogia do Homem-Aranha.

Já faz um tempo que a série está renegada à programação da madrugada. Porém, se você não é daqueles que só assistem filmes “cabeça”, vale a pena acompanhar as desventuras do Ash (interpretado por Bruce Campbell) enquanto tenta apenas sobreviver.

Tudo começou no ano de 1981, com Evil Dead I – A Morte do Demônio. O filme acompanha cinco amigos que vão passar um final de semana nas montanhas. Lá eles encontram o material de pesquisa de um arqueólogo, que descobriu um livro com rituais para funeral e outras coisas mais – o Necronomicon. Por incrível que pareça, há um gravador que contém a pronúncia certa das palavras para invocar demônios. Ao ligar o gravador a carnificina começa, com direito a muito sangue e vozes roucas.

Anos mais tarde, em 1987, Sam Raimi produz Evil Dead II Apesar se ser uma seqüência, o diretor quis começar a seqüência do exato ponto em que o primeiro parou, mas não conseguiu permissão para exibir as cenas finais do primeiro com a produtora. Assim, essa nova noite alucinante é um remake estendido do primeiro, que mantém o mesmo protagonista (Bruce Campbell como Ash), mas com uma qualidade melhor de gravação – mas o sangue e a carnificina continuaram na mesma. É nesse capítulo que acontece uma das melhores cenas da trilogia: Ash enfrenta a sua própria mão direito possuída pelo demônio! No fim, Ash acaba entrando em um portal do tempo que o manda para o ano de 1300, com carro, serra elétrica e espingarda cano duplo calibre 12. Mas as coisas não acabam por aí.

Em 1992 foi a vez de Evil Dead: Army of Darkness. Como uma continuidade, o filme se passa na idade das trevas em um castelo medieval. Ash usa seu “pau de fogo mágico” para provar o seu valor e ser a esperança daquele povo contra a ameaça dos demônios – mas na verdade ele só quer saber de voltar para seu tempo. Assim nosso herói parte em busca do Necronomicon, que possui o poder tanto para controlar ou acabar com a ameaça demoníaca – e de quebra também tem a forma de Ash voltar para seu tempo. Nesse episódio vale destacar a cena que o protagonista esquece as palavras para poder tocar no livro maldito.

A sanidade de qualquer homem viraria um pudim nas situações que Ash passa durante a trilogia. Talvez tenha sido isso que acontecem com Sam Raimi ao bolar essa história tão alucinante. É possível perceber que, ao longo da série, o que era para ser apavorante virou cômico de tão forçado que era. Prova disso é que no terceiro filme o absurdo prevalece de forma muito divertida – quem anda com um livro de química básica aplicada e de construção de motores a vapor no porta-malas?

A verdade é que Uma Noite Alucinante virou um ícone da cultura pop/nerd – tanto que Bruce Campbell faz uma ponta nos filmes do Homem-Aranha, para alegria dos fãs. Ash pode não ter os requisitos básicos de um galã. Mas quando ele implanta em seu braço direito uma serra elétrica (que nunca acaba a gasolina) e dispara sem piedade sua espingarda calibre 12 (que apesar de dois canos, dispara quatro tiros por vez) tem tudo para estar no hall dos heróis com mais estilo e originalidade. Talvez esse culto ao filme seja fruto da perda da sanidade dos fãs durante a história. Mas que ela é divertida, isso ela é!

Joel Minusculi
Que assistiu todos os três filmes seguidos, na mesma noite.

***

Bônus do editor: Se você ficou interessado em conferir as aventuras de Ash contra os demônios, visite o Cine Trash Revival. Lá você encontra muitos filmes desse gênero, além da trilogia completa/legendada.

Written by Joel Minusculi

fevereiro 8, 2008 às 5:30 am

Publicado em Cinema

Tagged with ,

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. tu baixou?
    eu quero assistir!

    Gabriela Beckert

    fevereiro 8, 2008 at 5:04 pm

  2. Ash RULES!!!!!!!

    Sal

    fevereiro 8, 2008 at 6:58 pm

  3. … mas não seria uma moto-serra?????

    Sal

    fevereiro 8, 2008 at 7:02 pm


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s