REFÚGIO

comunicação, tecnologia e outros devaneios

De blogueiro para blogueiro

with 6 comments

Sim, caro leitor. Se você parou para acompanhar estas linhas é porque, de alguma forma, está envolvido com a chamada blogosfera. Se você ainda não entendeu muito bem o que significa este fenômeno, citado de cinco em cinco feeds nos agregadores de RSS, na internet, confira aqui um texto que ajuda na explicação. Agora, se você já tem alguma experiência nesse ramo e é um harduser desse meio, vale a pena discutir alguns aspectos importantes da prática de postar.

Em primeiro lugar a responsabilidade. Como um meio de propagação para massas, mesmo que ela seja formada por sua namorada e um amigo fiel, você está jogando idéias para um público que vai ler e quem sabe até pensar sobre o assunto. Antes de clicar no “postar”, pare e pense: Minha idéia está clara? O que eu espero com este post? Eu tenho alguma intenção com ele, ou simplesmente estou cumprindo a periodicidade?

A linguagem da internet é dinâmica. Pelo grande fluxo de informações você deve ser conciso e prático. Nem por isso você pode deixar de desenvolver os temas. Os principais recursos são simples, como o leia mais e os tão populares hiperlinks – estes últimos que são o verdadeiro barato nos blogs, de conectar idéias relacionadas, para assim criar uma rede de pensamentos. Ou seja, para ser entendido, explique-se de todas as maneiras possíveis. A melhor forma de saber se está no caminho certo é se perguntar: eu leria este post que estou publicando?

Produzir para um blog representa muita responsabilidade. Temas e tipos de abordagem são só a primeira preocupação. O principal é de onde virá o conteúdo, se será uma obra original para o contexto, uma livre adaptação de um assunto visto em outro espaço ou, simplesmente, uma cópia descarada de um post alheio. A propriedade intelectual, nesses tempos de internet, está mais ameaçada do que latifúndio improdutivo na mira do MST. Vale a pena o respeito, o aviso que você leu a idéia, gostou e replicou em seu blog.

Quando você administra um meio você não pode fazer as coisas pela metade. Assuma o compromisso, se você quer mesmo levar um projeto em frente. A melhor forma de fazer isso é ter ritmo, a chamada periodicidade nos meios de comunicação. Se o seu leitor entra hoje no seu blog, viu um texto bacana, com certeza vai entrar amanhã na busca de mais. Caso ele não encontre, a frustração dele vai ser a diminuição no seu contador.

Nos últimos tempos a comunidade blogueira entrou em uma cruzada para legitimar sua prática. A busca pela credibilidade, tão procurada em tantos outros meios, é só o início dela. Mas para que isso ocorra é preciso a conscientização em cada post.

Joel Minusculi
Que gostaria de ver opiniões sobre suas idéias apresentadas
Este texto também foi publicado no Refúgio de um Foragido

***

Sobre quais destes temas você gostaria de ler na próxima semana?

– Explicação sobre sistemas RSS/Feeds e sua importância para os blogs.
– Os serviços agregadores de blogs e a expansão de seu círculo na blogosfera.
– Experiências com layout: digitalização do seu ponto de vista.

Nota do autor: Este ensaio é o primeiro, de muitos espero, de textos que abram a reflexão sobre a prática de publicar conteúdo nos blogs. Eles servirão para norteador um projeto maior que tenho sobre blogs. Afinal de contas, a idéia de construção coletiva do conhecimento serve bem para a situação. Em tempo: Não sou especialista ou graduado em nada que me conceda credenciais para debater o assunto. Sou sim um blogueiro, que, há três anos, é um entusiasta da causa e gosta de se aprofundar no que faz.

Written by Joel Minusculi

setembro 2, 2007 às 3:15 pm

Publicado em Artigo, Internet

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Parabéns Joel!!! Como sempre nos proporcionando momentos importantes e interessantes a cerca da vida blogueirística…

    Concordo com a responsabilidade ao postar, ao citar autor etc… Respeito em primeiro lugar.

    Gostaria de saber um pouco mais sobre cada idem que colocou a disposição… No que eu puder contribuir na produção textual é só me dar um toque. 😉

    Aguardo maiores novidades!

    Raquel Elena

    setembro 2, 2007 at 8:13 pm

  2. Olá ! através do seu blog fiquei sabendo que dia 31 foi o Blog day.
    Então indiquei o seu blog como um dos cinco ok ?
    abraços e parabens pelo blog !

    Ricardo Vitorino

    setembro 2, 2007 at 9:43 pm

  3. os blogs tb poderiam ter um manual de redação né? seria interessante

    renaraa

    setembro 2, 2007 at 10:28 pm

  4. A idéia da Renara é ótima e acredito que com o tempo este manual acabe surgindo… Podíam os alunos da UNIVALi serem os pineiros, não não???
    hehehe

    Patrízia Krieser

    setembro 3, 2007 at 3:06 am

  5. […] é o segundo texto da série sobre a realidade da rede mundial de informação nos dias atuais. Clique aqui e confira o primeiro. Além disso, qualquer sugestão ou dúvidas sobre o tema pode ser feita através dos […]

  6. […] é o segundo texto da série sobre a realidade da rede mundial de informação nos dias atuais. Clique aqui e confira o primeiro. Além disso, qualquer sugestão ou dúvidas sobre o tema pode ser feita através dos comentários. […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s