REFÚGIO

comunicação, tecnologia e outros devaneios

TRANSFORMERS

leave a comment »

A paixão por robôs gigantes capazes de se transformar em veículos ou em formas animais, sem dúvidas, é para um público seleto. Mesmo assim, a adaptação live-action de Transformers (2007) é um fenômeno de bilheterias e empolga inclusive os não habituados com o confronto entre Autobots e Decepticons. Ambas são raças alienígenas, que vieram ao nosso planeta para recuperar um objeto valioso. A primeira veio para nos proteger. A outra para nos destruir.

A batalha entre as duas facções biomecânicas percorre todo o universo, desde que o Cubo – um objeto com muita energia e o poder de criar vida – sumiu junto com o planeta natal deles, Cybertron. Por sorte ou azar, o item acabou caindo no planeta Terra. Assim entra na história Sam Witwicky (interpretado por Shia LaBeouf), que tem a chave da localização do Cubo – encontrado pelo seu avô.

Graças a Word Wide Web, os robôs conseguem dados do garoto através do eBay. Começa então, literalmente, uma corrida em que os Autobots, liderados por Optimus Prime, tentam garantir a segurança de Sam e da humanidade. Já os Decepticons destroem tudo no caminho na busca do Cubo e do seu líder, Megatron – que caiu na Terra junto com o Cubo, mas foi confiscado pelo governo dos Estados Unidos.

O filme possui elementos que a maioria dos garotos sonha em ter: carros possantes, robôs gigantes e um par romântico – este último representado por Mikaela (interpretada por Megan Fox), que cria um clima com o protagonista humano. Há também um toque especial do diretor Michael Bay (de Pearl Harbor, 2001), que, assim como no filme sobre o ataque japonês, colocou muito patriotismo e valorização dos soldados norte americanos.

O roteiro chega a ficar cansativo para um filme de ação, com discussões batidas entre figuras de cargos máximos sobre o que fazer em “situações como aquela”. Mas é o humor, com um toque da cultura “nerd”, que salva a paciência dos espectadores. Mesmo com rápidas mudanças do desenho, no qual foi inspirado, o filme agrada aos fãs mais fiéis.

Os efeitos especiais, produzidos pela DreamWorks, finalizam em grande estilo a produção. O realismo em cada frame é muito bem trabalhado e casou perfeitamente com os sons de transformação, mantidos originais da série animada. A reação dos ambientes e a diferença no porte dos Autobots, que tentam destruir o mínimo, e dos Decepticons, que produzem mais explosões do que um 4 de julho, também impressiona.

Ainda com todas as transformações feitas na historia original, Transformers é um ótimo filme “pipoca” de ação para as várias gerações que cresceram sonhando ter um daqueles carros.

 


Transformers (2007)
Gênero: Ação
Duração: 143 minutos
Direção: Michael Bay
Site Oficial: http://www.transformersmovie.com


 

Written by Joel Minusculi

julho 24, 2007 às 2:39 am

Publicado em Cinema

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s