REFÚGIO

comunicação, tecnologia e outros devaneios

Comunidade Postadora

with 4 comments

(1476kB) Ouça o texto.

De post em post a blogosfera ganha espaço

 

Joel Minusculi para o Monitor de Mídia

Assim como a sociedade é dividida em grupos, a internet tem seu conteúdo organizado em segmentos específicos, de acordo com o gosto de seus internautas. A estratégia, junto com os motores de busca, facilita o acesso rápido aos dados e aproxima usuários em círculos de interesses. Entre os muitos serviços disponíveis no mundo virtual, os blogs são um fenômeno participativo e um dos exemplos mais práticos da estratégia de grupo com a chamada blogosfera.

O termo representa o coletivo dos diários virtuais, weblogs, e foi usado pela primeira vez em 10 de setembro de 1999, no blog de Brad L. Graham, como uma piada: “Goodbye, cyberspace! Hello, blogiverse! Blogosphere? Blogmos? Imagine billions and billions and billions of blogs…”. Anos mais tarde, o escritor William Quick postou em seu blog: “I propose a name for the intellectual cyberspace we bloggers occupy: the Blogosphere”. A partir disso, a informação propagou pelo mundo virtual como um meme – uma idéia que se espalha através da multiplicação, similar aos genes da memória.

A comunidade que desenvolve conteúdo por postagens é crescente, como mostra o filósofo da informação Pierre Lévy em seu livro As árvores do conhecimento. Segundo o autor, “as redes de computadores carregam uma grande quantidade de tecnologias intelectuais que aumentam e modificam a maioria das nossas capacidades cognitivas”. A idéia representa a construção coletiva do conhecimento, que ganhou força com a web 2.0 e a possibilidade das pessoas participarem com seus pontos de vista – por isso a internet é considerada um meio democrático, como discutido no artigo La internet, el acceso a las informaciones y las nuevas formas de organización del cotidiano.

Os blogs entram como uma vitrine de idéias para o meio virtual. Enquanto eles são apenas a mensagem exposta através de multimídia, a blogosfera é o fenômeno das relações entre blogueiros. Isso acontece através dos hyperlinks, principais apoios dos textos virtuais, que remetem e desenvolvem os conteúdos dentro de uma rede ligada por idéias relacionadas. O exemplo prático está inserido neste texto, em cada palavra grifada em azul, em que com apenas um clique sobre elas faz o usuário “navegar” através de uma rede de pensamentos.

Na dinâmica dos hyperlinks há duas possibilidades: prender o internauta dentro de um círculo restrito e auto-suficiente de conteúdo (que pode ser do mesmo local da publicação principal) ou expandir para o maior número de links externos possíveis (neste caso, podem ser direcionados para qualquer assunto dentro da grande esfera dos blogs).

No quesito monitoramento e organização da blogosfera, há vários serviços como o Technorati, dos Estados Unidos, o BlogBlogs, do Brasil, que disponibilizam estatísticas e informações úteis para esse mundo de posts. Eles identificam interconexões, assuntos relacionados e uma lista completa de categorias que abrangem os blogs.

Apesar de ter ultrapassado os dez anos, a blogosfera somente ganhou espaço nas discussões quando as pessoas começaram a usar os blogs como um meio de propagação de idéias, além do simples relato diário de suas atividades. Já a imprensa, ainda com o peso da confiabilidade da informação, tem nesse meio uma nova maneira de comunicar e buscar informações – principalmente quando é discutido o futuro da mídia, em que o desafio estará em adaptar a mesma informação para as diversas plataformas disponíveis.

Entre todos os conceitos e possibilidades, a melhor forma de entender a blogosfera e tudo o que um blog representa ainda é participar desse fenômeno cibercultural. Há vários serviços, como o WordPress e o Blogspot, que disponibilizam espaço para a postagem dos mais diversos assuntos e nas mais variadas formas. A partir disso, com a mobilização das pessoas dentro da nova esfera social que representa a blogosfera, será possível tornar reais as projeções feitas para o mundo virtual pelo Monsieur Lévy.

 

Repercussão

jornalistasweb.jpg

Anúncios

Written by Joel Minusculi

julho 5, 2007 às 2:48 am

Publicado em Artigo, Internet

4 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. “Os seres humanos nunca estiveram tão próximos uns dos outros e tão distantes entre si. Dois homens separados por milhares de quilômetros podem se comunicar a um simples toque de uma tecla (…)”. (Sader)

    E assim as pessoas ficam mais e mais solitárias… 😦

    Raquel

    julho 5, 2007 at 4:49 am

  2. Jornalista?
    Tá podendo.
    AHAHAHAH
    Abraços.

    Felipe

    julho 7, 2007 at 2:53 am

  3. […] você parou para acompanhar estas linhas é porque, de alguma forma, está envolvido com a chamada blogosfera. Se você ainda não entendeu muito bem o que significa este fenômeno, citado de cinco em cinco […]

  4. […] você parou para acompanhar estas linhas é porque, de alguma forma, está envolvido com a chamada blogosfera. Se você ainda não entendeu muito bem o que significa este fenômeno, citado de cinco em cinco […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s