REFÚGIO

comunicação, tecnologia e outros devaneios

Homem-Aranha 3

leave a comment »

Com grandes produções vêm grandes responsabilidades. Ainda mais quando envolve tantas expectativas, como o fechamento de uma trilogia e o maior orçamento da história do cinema. Ver Homem-Aranha 3 (Spider-Man 3, 2007) é como pegar uma carona no vôo do lançador de teias. O fio condutor da história, assim como de uma teia, parece frágil e incapaz de sustentar o peso da ânsia dos fãs assíduos do amigo da vizinhança.

Desta vez, Peter Parker (Tobey Maguire) está com a vida estabilizada, com boas notas na faculdade e uma vida razoável como fotógrafo freelancer. Além disso, Mary Jane (Kirsten Dunst) está ciente da sua identidade secreta e, enfim, fica presa na sua teia amorosa. Ele também aproveita os méritos como Homem-Aranha, já que a população de Nova York adora o “amigo da vizinhança”.

A fama de herói e a bajulação de fãs, como Gwen Stacy (Bryce Dallas Howard), faz Peter Parket deixar de lado as pessoas que se importam com ele. Se nos primeiros filmes ele abdicava tudo para proteger os outros, agora ele só ouve o grito das multidões. Além disso, há muita gente na história que não gosta dele e, de alguma forma, interfere no bom andamento das coisas.

Hanry Osborn (James Franco) quer vingança pela morte de seu pai, Norman Osborn (Willem Dafo), o Duede Verde. Agora ele conhece a identidade secreta do Homem-Aranha e, depois de encontrar os equipamentos bélicos da empresa, o melhor amigo de Peter Parker vira uma versão moderna Duende Verde.

Flint Marko (Thomas Haden Church) surge como principal suspeito da morte do tio Ben. Ele foge da prisão motivado pelo bem-estar da filha. Nesta fuga ele cai em um silo cheio de areia para testes de quebra de moléculas e assim vira o Homem-Areia.

Eddie Brock (Topher Grace) também é fotografo freelancer. Na história ele é um concorrente direto em vender flagras do escalador de paredes. Presunçoso, impõe também uma cruzada pessoal contra Parker. Mas quando ele encontra o simbionte alienígena a disputa toma outras proporções.

A galeria de vilões, relativamente grande para os 140 minutos, foi um dos pontos negativos do filme. Além da própria disputa contra o Homem-Aranha, houve uma disputa por espaço e atenção dos espectadores. Além disso, o drama pessoal de Peter Parker é o mais denso dos três filmes, o que deixa a trama bem emaranhada. Muitos aspectos da história parecem superficiais demais para a grandiosidade que são apresentados.

Os méritos da produção ficam por conta dos efeitos especiais. Desde a apresentação, que mostra a impregnação negra nas teias, até a cena poética de “poeira ao vento” do Homem-Areia, os detalhes foram muito bem trabalhados. Muitos vôos com a “spider-cam”, cenas de lutas intensas e em alturas maiores de 60 andares. Porém, como maior surpresa, o uniforme negro faz os fãs mudarem de posição nas poltronas.

O simbionte faz Peter Parker exteriorizar suas frustrações e raiva, literalmente como um “lado negro”. A presença alienígena é muito importante na história, porém recebeu pouco desenvolvimento. Quando o Homem-Aranha compreende o problema de vestir aquele uniforme novo, é Eddie Brock que vira o hospedeiro. Surge então Venon, uma versão animalesca e sagaz do aracnídeo, alimentado pelos sentimentos vingativos de Brock na cruzada contra o amigo da vizinhança.

Até o final há muita pancadaria e parcerias inusitadas. Há ainda ótimas tiradas cômicas, marca registrada da franquia e com força total neste episódio. O filme também é chocante por mostrar a degradação da personalidade do protagonista. Talvez seja esse o motivo da confusão percebida de argumentos em tela, como uma forma de mostrar como está a vida de Peter Parker. Apesar dos pesares, o espectador ainda fica preso na teia do Aranha.

 

Homem-Aranha 3 (Spider-man 3)
Roteiro: Alvin Sargent, baseado em estória de Sam Raimi e Ivan
Elenco: Tobey Maguire (Peter Parker / Homem-Aranha), Kirsten Dunst (Mary Jane Watson), James Franco (Harry Osborn), Thomas Haden Church (Flint Marko / Homem-Areia), Bryce Dallas Howard (Gwen Stacy)
Duração: 140 minutos
Gênero: Aventura

 

Written by Joel Minusculi

junho 11, 2007 às 3:22 am

Publicado em Cinema

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s